Ganhar dinheiro rapidamente trabalhando pouco é o sonho de muitas pessoas.  Sabendo disso algumas empresas tem oferecido modelos de negócios tentadores em que até os mais céticos tendem a aderir, porém é necessária muita cautela para não entrar em uma fraude e ver toda sua economia de anos “ir pelo ralo”.

Nesse artigo vamos identificar esquemas de pirâmides e suas características, para selecionarmos melhor nossos investimentos.

 

O QUE É UM ESQUEMA DE PIRÂMIDE

Um esquema de pirâmide é um plano de investimento bastante sedutor, mas fraudulento, que custou para muitas pessoas, as suas reservas financeiras. O conceito por trás do esquema de pirâmide é simples e deve ser fácil de identificar: existe um convite para participar de um negócio lucrativo e seguro, de onde se obterá lucro; o novo membro deve pagar taxa de adesão. Além dessa taxa (geralmente alta), não se consegue identificar outra fonte de renda, pois não se vende bens nem serviços. Nesse momento percebe-se: São adeptos mais novos que geram receita para o negócio; se eles não entrarem mais para-se de gerar dinheiro.

Se em determinada rede, cada elemento indicar 6 novos “investidores”, no 8° nível seria necessário mais de 1,5 milhões de novos adeptos para se sustentar. No 11° nível teríamos de ter  mais de 350 milhões de novos participantes (quase 2 vezes a população do Brasil).

CASO PONZI

Charles Ponzi, atraente ex-presidiário ítalo-americano, chegou aos Estados Unidos, e logo descobriu que os selos de resposta de correio internacional podiam ser vendidos mais caros (400% por negociação) no Novo Mundo. Não demorou para pessoas de South Boston lhe entregar capital ($$$) em troca dos selos. Porém Ponzi nunca comprou selos; Em troca do capital a ele confiado era pago 100% de juros em 3 meses (é como se você me emprestasse 50 mil e eu lhe retornasse 100 mil, o que demoraria mais de 11 anos com rendimentos da poupança). Como Ponzi conseguia honrar com o combinado? Convidando pessoas a investir nessa ideia, na qual ele pagaria 50% em 45 dias. Para pagar esse segundo compromisso, novos membros deveriam entrar e gerar mais dinheiro.

Quem investe no mercado financeiro sabe que rentabilidade como essa só é possível em investimentos de elevadíssimo risco ou no longuíssimo prazo.

A FRAUDE E SEU DISFARCE

Obviamente, nos dias de hoje, devido ao avanço tecnológico e a globalização da economia, as pirâmides ganharam novas formas e maior repercussão. Além disso, pessoas mal-intencionadas buscam variar a forma de conquistar clientes/investidores para o seu negócio. Se nos primeiros golpes não havia circulação de mercadoria(como no caso Ponzi), hoje isso já foi superado, sendo implementados produtos que muitas vezes são consumidos somente por participantes da própria rede e/ou com preços fora da realidade do mercado.

A fraude reside no fato de que é impossível o ciclo se sustentar. O esquema caracteriza, no Brasil, crime contra a economia popular, previsto em lei. Aqueles que estão na base da pirâmide, ou seja, os últimos a entrarem, terão mais dificuldade para encontrar novos adeptos, portanto são os mais vulneráveis e acabam por arcar com o prejuízo do sistema. Estima-se que eles são 70 – 80 % dos associados.

AFINAL, A EMPRESA [-----] É PIRÂMIDE ???

Para responder a esta pergunta deveremos estar atentos nos seguintes aspectos:

1 –  Em um esquema de pirâmide há uma promessa de dinheiro rápido, retornos exorbitantes e garantidos. Quanto mais alto você está na pirâmide, mais dinheiro você ganhará.

2 – Apesar das várias formas de abordagens, todas prometem aos consumidores/investidores grandes lucros com base principalmente no recrutamento de pessoas, deve-se ter atenção especial quando não há produto envolvido ou quando há alta taxa de adesão separada.

3 – Alguns sistemas criam produto ou serviço e é importante saber se é vendido no varejo, se seu preço é competitivo (ou inflacionado) em relação aos concorrentes, se somente os participantes dessa rede o usam. Além disso, se o novo membro deve fazer um alto investimento inicial ou é obrigado a fazer um estoque inicial é um forte indício de pirâmide.

4 – Cuidado com programas que alegam ter plano secreto ou relação especial que é difícil ser comprovada. Ponzi alegou que tinha um método secreto de negociação e resgate de milhões de cupons de resposta postal. O verdadeiro segredo é que ele parou de compra-los.

CONCLUSÃO

Toda opção de investimento deve ser analisada, principalmente sobre os riscos. Nem sempre quem opera sistemas piramidais são ilegais e sonegam impostos, pelo contrário, fazem de tudo para parecerem idôneas, portanto cresce a importância de conhecer o plano de negócio da empresa e de que forma ela pretende conseguir gerar receita(Dinheiro) para cumprir seus compromissos com você, Investidor.

Além disso, é necessário ficarmos atentos às promessas de grandes retornos, pois devido à enorme crise na economia mundial, ganhos exorbitantes no curto prazo não parece ser a regra, mas a exceção.

 

Imagem de freedigitalphotos.net

 

 

 

Administrador Público, Fundador do Blog Pensando Dinheiro e Membro da Associação Brasileira de Direito e Economia. Sempre em busca do aperfeiçoamento, conto com a sua interação para aprendermos mais juntos.